Incertamente confuso

Quando te procuro na noite
Não te consigo ver
Quando te vejo no luar
Não te consigo conhecer
Porque estás diferente?
Porque estás tão ausente?
Amo-te no futuro, ou amas-me no presente?
Desejo-te mais do que pensas
Quero-te mais do que a vida
Peço-te para sempre até à morte
Antes que a vida se torne suicida!
Se torne suicida para ti
Se destrua para mim
Te deixe sem ninguém
Por não quereres que eu te faça alguém…
Alguém com muito amor
Uma pessoa sem conhecer a dor
Um ser humano feliz e contente
Igual a muita gente…
A muita gente "cega"
Por aí no mundo a deambular
Igual a pessoas que andam a sonhar
Que não acreditam na verdade…
Na verdade pura e bela
No amor verdadeiro e sincero
Não sei porque não queres a minha felicidade
Se sabes que é só a ti que quero!!

2 comentários:

MIDCO 2 de agosto de 2008 às 11:29  

Texto divinal...
Profundo, cheio de significado e de uma beleza sem igual...
Amei, cada palavra transmite todo o teu sentimento e ser...
Uma agradável surpresa ;)
Nunca deixes de escrever, não percas esse belo hábito porque seria uma pena para o universo perder um poeta como tu!

Anónimo 31 de maio de 2009 às 09:09  

muito bom... mas muito bom MESMO...
já comentei o de coimbra, mas apaixonei-me por este ... PA ES MESMO BOM... que fazes tu em cdm lol


ass: marisa correia

Pesquisar neste blogue

Contador de visitas

Autor:

Rodrigo Marques
Vila Nova

www.inobdesign.pt.vu

Sobre o blog

Este é um blog, onde através de alguma inspiração e vontade de escrever, pretendo desabafar e desanuviar tudo o que me vai no consciente e na alma.

São tudo poemas e textos da minha autoria.

Enjoy the moment!